Recommend
7 
 Thumb up
 Hide
1 Posts

Urban Sprawl» Forums » Reviews

Subject: Urban Sprawl portuguese review rss

Your Tags: Add tags
Popular Tags: [View All]
Carlos Abrunhosa
Portugal
Aveiro
flag msg tools
mbmbmbmbmb
Urban Sprawl » Forums » Reviews
Urban Sprawl portuguese review
d10-1Sinopse:

Urban Sprawl é um jogo que simula o crescimento de uma pequena cidade até atingir a dimensão de uma metrópole. Durante o jogo os jogadores têm de dominar as diferentes vertentes do jogo para conseguir ser o jogador com mais pontos de prestígio no fim do jogo.

d10-2Como se joga:

Depois de colocar o tabuleiro no centro da mesa e os diferentes edifícios iniciais, formam-se os diferentes baralhos (Town, City, Metropolis e Planning) conforme as instruções no livro de regras.


Image by Chad Jensen


Coloca-se o marcador de eleições no espaço do Mayor e distribui-se dinheiro pelos jogadores em função de quantos jogam 39/27/21 para 2/3/4 jogadores. Cada jogador recebe os cubos da sua cor e coloca um cilindro da sua cor sobre a casa zero da escala de pontuação.


Image by Dario Dorado


Começando pelo jogador inicial e seguindo por ordem no sentido dos ponteiros do relógio, todos os jogadores recebem +1 carta de Planning do topo do respetivo baralho que o seu adversário anterior, ou seja, o primeiro recebe 1, o segundo 2 e assim por diante.

Em seguida, e mantendo a ordem anterior, os jogadores vão colocando cubos da sua cor sobre os diferentes edifícios iniciais disponíveis pagando o seu preço, que se acha através do cruzamento entre a linha e a coluna onde se encontra o referido edifício.

A ficha de Media dá-se ao jogador com mais dinheiro depois de todos os edifícios iniciais terem sido comprados.

Antes de começar a jogar é importante perceber alguns conceitos acerca do jogo:

Valor – é o somatório de todos os tokens de riqueza e prestígio.
1 bloco – é o conjunto de 4 lotes
Uma linha é composta por blocos e não por lotes.
Adjacência inclui as diagonais e espaços do outro lado de uma estrada.

Um turno é composto por 3 fases que se realizam sequencialmente pelo mesmo jogador até passar a sua vez:

Fase 1 – Investimento
Fase 2 – Utilização de 6 Pontos de Ação (PA)
Fase 3 – Fim de turno

Na fase 1 o jogador pode descartar uma ou mais carta de Licença (Permit) em troca de dinheiro, para isso só tem de verificar o valor indicado pela carta ou cartas que descarta e receber do banco esse valor. Esta fase é opcional.

Na fase 2 o jogador utiliza os 6 PA que tem para poder adquirir cartas de licença, cartas de requalificação urbana, construir contratos e/ou adquirir uma carta de contrato enquanto “Favor“.

As cartas de licença são importantes pois determinam o tipo de construção que o jogador pode construir bem como a dimensão dessa construção. Há 4 tipos diferentes de construções devidamente diferenciadas pela sua cor (chamadas de Zonas):

CIV (vermelho) – representa zonas destinadas a edifícios Cívicos;
COM (amarelo) – representa zonas destinadas a edifícios Comerciais;
IND (azul) – representa zonas destinadas a edifícios Industriais;
RES (lilás) – representa zonas destinadas a edifícios Residenciais.


Image by Chad Jensen


Os parques (verde) também são edificáveis mas e obedecem às mesmas regras de construção.

Outra das opções é construir contratos, aqui o jogador opta por comprar com os seus 6 PA um ou vários contratos tendo posteriormente de ter licenças para cada um desses contratos condizentes com a Zona que está a tentar edificar.


Image by DanielCG


No exemplo da imagem de cima podem ver-se exemplos de cartas de construções das diferentes zonas edificáveis. Ao lado do ícone que identifica o tipo de construção pode ver-se o número de licenças necessárias para edificar cada um destes edifícios. No caso todas precisam de 4 licenças (o máximo).

Depois de construir e pagar (o número de licenças e o valor da construção no tabuleiro) o jogador executa a ação do novo edifício. No caso da carta de construção ter uma vocação específica (VOCATION), procede-se ao pagamento de dividendos aos detentores desse género de fichas.

As fichas de vocação dão benefícios imediatos e a longo prazo aos seus donos. Quando se constrói um edifício com uma vocação o jogador que o constrói recebe imediatamente uma ficha dessa vocação (encontram-se na parte superior do tabuleiro ou no caso de não haver retira aos adversários). Em seguida todos os jogadores que tiverem esse tipo de fichas de vocação na sua área de jogo recebem dinheiro ou pontos por cada ficha que possuam. O valor a receber está marcado na carta da construção.


Image by Chad Jensen


No exemplo da imagem de cima podemos verificar que a Gas Station dá 2 (pontos ou dólares) por cada ficha de vocação de Energia que os jogadores possuam na sua área de jogo. No caso das fichas de Factory só o jogador que construir a Constrution Firm ganha uma ficha de vocação de Factory. O valor indicado a seguir à vocação é zero por isso ninguém ganha dinheiro ou pontos com as suas fichas de vocação.

A construção tem sempre de obedecer ao princípio de expandir uma zona igual à que se pretende construir, isto é, se quisermos construir um edifício CIV este terá de ser construído adjacente a pelo menos um edifício do mesmo tipo ou então numa zona onde não seja adjacente com mais nenhuma zona diferente da sua. Por cada edifício do mesmo tipo adjacente ao que o jogador construiu, recebe 1 ponto de prestígio.

Na fase 3 o jogador repõe cartas de licença e/ou construção em função dos espaços deixados livres. Se ao preencher os espaços com cartas novas do baralho surgir uma carta de evento, este realiza-se imediatamente. Ao revelar cartas de licença ou de requalificação urbana é possível que se tenha de proceder a uma eleição ou distribuição de dividendos.


Image by Daniel CG


Como se pode ver pela imagem de cima a licença (carta do meio) tem o símbolo de uma urna de voto (parte inferior da carta ao centro) e o valor 7 dentro de um círculo amarelo.

Neste exemplo procedia-se primeiro à eleição e depois ao pagamento das linhas e/ou colunas com o referido marcador de valor 7 amarelo (há número que começam fora do tabuleiro por isso pode não haver lugar a pagamento no início do jogo).

Quando há eleições, o marcador laranja move-se uma casa (no sentido dos ponteiros do relógio) e em seguida entrega-se o político indicado pela nova casa do marcador ao jogador que preencha as suas condições de político:

Mayor – Entrega-se ao jogador com mais fichas de vocação.
District Attorney – Entrega-se ao jogador com as construção CIV mais valiosas.
Treasurer – Entrega-se ao jogador com as construção COM mais valiosas.
Police Chief – Entrega-se ao jogador com as construção RES mais valiosas.
Union Boss – Entrega-se ao jogador com as construção IND mais valiosas.
Contractor Assignment – Esta habilidade só entra em jogo depois de ocorrer o evento “Sports Team” e entrega-se sempre ao jogador com menos pontos de prestígio no fim de todas as eleições.


Image from the rule book


As cartas de requalificação urbana são 4 e começam o jogo na pilha de descarte por isso só entram em jogo depois do baralho de licenças ser todos gasto e ser baralhado de novo. Essas cartas permitem um jogador destruir edifícios previamente construídos. Essa habilidade também é possível com a ficha de Contractor Assignment.

Para se destruírem edifícios em jogo o jogador tem de preencher as seguintes condições:

EAs regras de construção continuam a ser as mesmas (como se os espaços agora vagados não tivessem edifícios);
EO novo edifício a construir tem de ter pelo menos a mesma dimensão do/s agora retirado/s;
EO novo edifício tem de ocupar o mesmo espaço deixado livre pelas antigas contruções.

O jogo acaba quando ocorre o evento Olympic Games. Quando esse evento aparece o jogo termina imediatamente:

ERealiza-se um pagamento final por cada linha de prestígio (círculos vermelhos) incluindo os valores 4, 5 e 6 se entretanto tiverem entrado em jogo;
ETodos ganham 1 ponto de prestígio por cada múltiplo de 10 que tenham na sua área de jogo;
EOs jogadores que possuam cartas de políticos ganham conforme o texto nelas inscrito.

d10-3Avaliação:

Urban Sprawl começa logo por nos “encher” os olhos pela apresentação, uma caixa de cartão muito duro, uma ilustração sóbria sem grandes deslumbramentos a apelar a uma certa seriedade. O tabuleiro é enorme, as cartas de excelente qualidade e assim como a caixa, ilustrações sem grandes floriados, estamos em presença de uma missão que exige “profissionalismo” nada de grandes enredos gráficos.

O jogo em si é demorado e quanto a isso ninguém se pode queixar pois a GMT não o esconde, na parte de trás da caixa, as 3 horas estão bem legíveis. O decurso do jogo é fluído e simples de entender depois de uns quantos turnos, no entanto ninguém pode planear muito à frente pois as jogadas dos adversários impossibilitando qualquer tipo de programação, uma vez que as cartas estão constantemente a mudar de turno para turno.

O tema está bem presente transportando-nos claramente para o meio das obras da cidade, sendo muito agradável ver a sua evolução de uma pacata cidade ao verdadeiro caos urbanístico. Por falar em caos é bom dizer que jogadores que gostam de jogos de optimização controlada talvez não gostem de Urban Sprawl porque até nisto o autor procurou simular a realidade trazendo uma aleatoriedade típica do dia-a-dia, no fundo ninguém sabe o que lhe pode entrar pela porta a dentro!

Em resumo achamos que o jogo é bom mas demora tempo a mais para aquilo que nos oferece. O autor propõe uma variante mais curta do jogo que merece ser experimentada.


Originally posted @ JogoEu
6 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Front Page | Welcome | Contact | Privacy Policy | Terms of Service | Advertise | Support BGG | Feeds RSS
Geekdo, BoardGameGeek, the Geekdo logo, and the BoardGameGeek logo are trademarks of BoardGameGeek, LLC.