Recommend
3 
 Thumb up
 Hide
2 Posts

Tikal II: The Lost Temple» Forums » Reviews

Subject: Tikal II portuguese review rss

Your Tags: Add tags
Popular Tags: [View All]
Carlos Abrunhosa
Portugal
Aveiro
flag msg tools
mbmbmbmbmb
d10-1Sinopse:

Quem estaria à espera que ”TIKAL II – O Templo Perdido” fosse, apenas, uma banal sequela do êxito de 1999 do seu antecessor TIKAL, engane-se! Estamos efectivamente perante um novo jogo, aproveitando o mesmo tema do seu antecessor, ou seja, a exploração de uma das maiores cidades do império Maia, mas com uma nova mecânica, adicionando ao jogo novos objectivos e especificidades para chegar à vitória final. Em suma, uma mudança realmente….pra melhor!

d10-2Como se joga:

O jogador assume o papel de um dos quatro exploradores do templo perdido de TIKAL, na tentativa de arrecadar o maior número de pontos de vitória em disputa nas duas rondas em que dura a expedição.

Para isso cada jogador movimentará uma piroga que avançará pelo rio que circunda o templo inexplorado que se situa no centro do tabuleiro, em busca de acções que lhe permitirão posteriormente explorar novas salas e santuários do templo, e arrecadar os bónus, pontos de vitória e tesouros existentes nesses locais.

Cada ronda é composta por diversos turnos.

No seu turno, cada jogador executa as seguintes fases:

– 1 – FASE DA PIROGA

– 2 – FASE DO EXPLORADOR

Na fase da piroga, o jogador escolhe qualquer um dos “action tiles” disponíveis em 6 locais ao longo do rio, movimentando a sua piroga para o local do rio adjacente e executando de imediato a acção escolhida. Navegar ao longo do rio é gratuito; no entanto, atravessar na zona da floresta tem um custo (uma chave colorida – como veremos a seguir).

As acções poderão ser:

- Chaves coloridas (5 cores diferentes) que correspondem às cores das portas existentes nas diversas salas do templo, e cuja posse na sua reserva permitirá aceder a essas salas, ou, em alternativa, serem armazenadas definitivamente no acampamento para obter no final um maior número de pontos de vitória;

- Tesouros, que darão pontos de vitória, variáveis consoante a cotação do tesouro no momento de entrega (como veremos adiante);

- Passagens secretas, que lhe permitirão atravessar portas para as quais o jogador não tem chave colorida da cor apropriada, e aceder a salas secretas no exterior do templo;

- Cartas especiais, que permitirão obter bónus (chaves, passagens secretas, pontos de vitória, etc…);

- Descobrir novas salas (representadas por hexágonos com portas de uma determinada cor), e que vão sendo colocadas nos locais ainda não explorados do templo;

- Descobrir santuários/altares (representadas por hexágonos associados igualmente às cores das chaves), cuja exploração permitirá arrecadar pontos de vitória nas 2 fases de pontuação;

- Pontuar a exploração de determinadas salas de uma cor específica;

Nota: a última sala a ficar disponível para exploração é a sala do tesouro, onde os jogadores poderão arrecadas entre 10 e 16 pontos de vitória.

Ao longo do rio, e sempre que a piroga atravessa um local indicado com um hidroavião, o jogador poderá entregar todos os tesouros de um tipo (ou mais se tiver carta especial – existem 5 tipos diferentes), recebendo pontos de vitória de acordo com o valor de cada tesouro indicado na “roda de preços”, o cujo valor vai variando ao longo do jogo.

A fase do explorador, divide-se em duas etapas:

a) MOVIMENTO DO EXPLORADOR

O jogador pode movimentar o seu explorador dentro do templo para uma das várias salas ou santuários já descobertos e ainda não explorados (escavados) por esse jogador. Para isso necessita de atravessar as diversas salas que o conduzem desde o local de partida até ao local escolhido, sendo necessário ter em sua posse as chaves da cor das portas que o permitem deslocar de sala para sala, até ao destino final. Ou seja, a obtenção de chaves das diversas cores é essencial para permitir a deslocação do explorador pelo templo. Na falta de chave da cor, o jogador poderá utilizar em substituição uma das “passagens secretas” que tenha em sua posse.

Em alternativa, o jogador pode movimentar-se para as salas secretas existentes no exterior do templo, sendo necessário ter em sua posse “passagens secretas” para aceder a essas salas.

b) ESCAVAÇÃO

Quando o explorador chega a uma sala que ainda não explorou, inicia uma escavação: cada sala contém 1 ou mais bónus. O jogador escolhe o bónus disponível que mais lhe convém e coloca em cima uma bandeira, beneficiando imediatamente desse bónus que poderá ser: pontos de vitória e/ou cartas especiais e/ou tesouros.

Adicionalmente recebe:

- 1 ponto de vitória por cada porta da sala que acabou de explorar;

MAIS

- 1 ponto de vitória por cada porta da mesma cor nas salas por si já exploradas, ou seja, que já contem uma bandeira desse jogador.

Por exemplo, um jogador chega a uma sala com 2 portas verdes e procede a uma escavação, colocando uma das suas bandeiras. Imediatamente recebe, se ainda disponível, o bónus por ser o primeiro a proceder a escavação nessa sala (1 ou 2 pontos de vitória). Recebe ainda 2 pontos de vitória (1 por cada porta existente na sala acabada de escavar). Adicionalmente recebe um ponto por cada porta verde das salas onde já tenha efectuado escavações (ou seja, das salas com portas de cor verde que já contenham uma bandeira sua).

FASES DE PONTUAÇÃO

Para além dos pontos de vitória que podem ser amealhados no decorrer do jogo, existem duas fases de pontuação, uma no final de cada ronda.

A primeira ronda acaba quando todos os “action tiles” tiverem sido escolhidos. Inicia-se então uma fase de pontuação intermédia, que incluirá:

- uma pontuação relativa às chaves guardadas no acampamento – quanto maior for a variedade de cores que o jogador tiver, maior os pontos de vitória arrecadados, até a um máximo de 15 pontos por conjunto completo (5 cores);

- uma pontuação relativa aos santuários/altares – por cada santuário (com um altar sempre associado a pelo menos uma cor), entre os jogadores que tenham colocado uma bandeira nesse santuário, ganhará 3 pontos de vitória aquele que tiver mais chaves da cor do altar guardadas no acampamento.

Inicia-se posteriormente uma segunda ronda nos mesmos moldes da primeira, sendo que no final é feita nova pontuação de maneira idêntica à pontuação intermédia, adicionando-se ainda 1 ponto de vitória por cada tesouro ainda em posse do jogador e somando eventuais pontos de vitória existentes nas cartas especiais.

Ganhará, como é evidente, aquele jogador que no final somar maior número de pontos de vitória.

d10-3Avaliação:

Uma nota especial para:

- o livro das regras onde é incluída uma banda desenhada de 9 páginas que narra uma história que não é mais que a expedição que vivemos ao longo do jogo e com todos os detalhes que surgem no jogo;

- os componentes com um detalhe acima da média (pirogas, bandeiras, etc…)

- a maneira cuidada como os componentes do jogo são armazenados na caixa, com os locais com as dimensões exactas e bem identificados no manual.

Ficámos efectivamente bastante agradados com TIKAL II. Um jogo sem dúvida a ter em conta!

Originally posted @ JOGOEU
6 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
RICARDO SANTOS
Brazil
Gama
DF
flag msg tools
mbmbmbmbmb
Parabéns pela boa resenha!
 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Front Page | Welcome | Contact | Privacy Policy | Terms of Service | Advertise | Support BGG | Feeds RSS
Geekdo, BoardGameGeek, the Geekdo logo, and the BoardGameGeek logo are trademarks of BoardGameGeek, LLC.