Recommend
3 
 Thumb up
 Hide
3 Posts

Imperial» Forums » General

Subject: Imperial - 19/julho rss

Your Tags: Add tags
Popular Tags: [View All]
Tiago Perretto
Brazil
Curitiba
Parana
flag msg tools
Thinking about my next move.
badge
So, if my only options are these, then I shall...
Avatar
mbmbmbmbmb

Olá, pessoas!

Sequer tenho o registro da última vez que joguei o Imperial, mas se minha memória me serve bem, recordo que ela tinha sido bem legal. Assim, a expectativa para o retorno às mesas dele estava alta, ainda mais por ter sido postergado uma semana. E vi que ainda não preciso ir comprar pílulas de fósforo para ajudar na memória, já que, mal precisou o jogo começar para vermos que ele é efetivamente ótimo! Assim, Segue o relato da partida:

*******

Saí com o controle da França e da Áustria, enquanto o Rafael controlava a Itália e a Alemanha, o Fabiano a Inglaterra e o André a Rússia. Perdi o controle acionário de ambos os países cedo (a Áustria para o André e a França para o Fabiano) e num momento bem ruim - com todos os países longe da fase de investimento, o que fez o marcador do Banco Suíço valer de pouco para nada por um bom tempo. Perder a França foi doído, já que ela estava bem posicionada em tropas e no mapa, controlando a Península Ibérica e o Marrocos.

A Inglaterra entrou em conflito com a Itália no Mar Mediterrâneo e com a Alemanha pelo controle da Bélgica - a Inglaterra (Fabiano) tentou negociar uma acordo de paz dos mais canhestros possíveis (no estilo "assim, agora eu não vou lhe atacar" e ele mesmo enfatizando o "agora"), e nem a Itália e nem a Alemanha (ambas controladas pelo Rafael) aceitaram o acordo.

Enquanto isso, na Europa Oriental, a Rússia expandia-se para o sul, tomando a Turquia e a Grécia e controlando o Mar Negro. A Áustria aumentou seu domínios para o sudeste, ocupando a Romênia e os Balcãs. Havia alguma tensão de um conflito iminente entre a Rússia e a Áustria pelo controle da Bulgária, mas isso não ocorreu pois o André tomou o controle de Áustria que passou a servir só de escudo para a Rússia, e para isso aumentou significativamente seus exércitos e deixou-os na fronteira com a Itália e a Alemanha, ameaçando as fábricas de ambos os países.

Com a França o Fabiano envio exércitos para dentro da Itália, pegando Gênova e deixando Florença temendo um ataque. A Itália, então, produziu exércitos, mantendo-os de guarda nas fábricas. Afinal o Banco Suíço me valeu de algo e retomei o controle da França e ataquei os navios britânicos, cortando qualquer ligação deles com a África ou a Península Ibérica; depois avancei sobre os alemães, expulsando-os da Bélgica, e deixando-os desprovidos de tropas em Munique. Eu precisava realizar esses ataques para diminuir a quantidade de tropas que estavam consumindo demais os recursos franceses e impediriam uma taxação mais benéfica - porém, foi um bônus atacar para todo lado depois de só assistir por um tempo.

A Grã-Bretanha passou para o controle do Rafael, a Alemanha passou para o André, e eu peguei o controle de Áustria e da Itália. O Fabiano, sem país para controlar, assumiu o Banco Suíço - e começou a adquirir ações sem parar, posicionando-se bem para qualquer investimento, independente do país que o realiza-se. Usei a marinha italiana para ocupar o Mar Jônico, de forma a barrar o avanço russo, e minei o exército austríaco (uma jogada burra, já que, depois, não consegui usar a Áustria para pressionar a Rússia e a Alemanha).

A Alemanha, que havia estendido sua influência pela Dinamarca, Suécia e Noruega e ocupado o Mar do Norte, viu-se em maus lençóis quando a maré russa veio forte, tomando a Noruega e a Suécia num primeiro momento, e, depois, a Dinamarca. A Alemanha estava reduzia a um controle mínimo, mas já aproveitara o momento de expansão para render bons dividendos para seus acionistas.

Continuei lucrando bastante bem com a Itália e com a França, mas minhas ações austríacas não valiam o papel em que foram impressas - isso tornou-a sem atrativos para os demais e, sozinho, fiz pouco com ela (não cheguei nem perto de perder dinheiro com ela, mas ganhei bem menos do que poderia). O safado do Fabiano, depois de comprar ações de tudo quanto é tipo, e vendo que a Itália, após meus fabuloso controle, subira de patinho feio para um ovo de ouro, tomou o controle da nação. O Rafael recuperou o controle orçamentário da Alemanha.

Após um salto tremendo da Rússia (indo de 12 para 22 na trilha dos bônus - quando um país chega em 25 a partida acaba), que tomara da Áustria os Balcãs e a Romênia, todos os países correram para investir, eu tive ainda a oportunidade de investir na Rússia, adquirindo 25 milhões em ações. A Rússia realizou a última taxação e o jogo findou.

Como ficou o controle dos países ao término:
Rússia - André
Itália - Fabiano
Grã-Bretanha e Alemanha - Rafael
Áustria e França - eu

Encerrada a contagem dos dividendos das ações somado ao dinheiro recebido durante a partida, o resultado foi: 122 milhões para o Fabiano, que deve ter recebido uns 110 só nos bônus, mostrando que ele usou de forma excelente o benefício cedido Banco Suíço, pois ficou quase pelo menos 1/3 da partida sem controlar nação alguma. Eu fique com 111 milhões, e o André e o Rafael ficaram, ambos, com 103 milhões cada.

Meu comentário final é: quem não conhece o Imperial, retifique isso o quanto antes!

*******

Abs,
4 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
V. M. G.
Brazil
flag msg tools
Avatar
mbmbmbmbmb
Você já tinha taxado com ambos os países quando tomaram o controle?

Se um jogador só controla uma nação e ela não tem nenhum ponto ainda, qualquer jogador tentando tomar o controle dessa nação só o pode fazer se pagar 1 milhão diretamente pro jogador (além de comprar os bonds necessários)

Não parece que esse 1 milhãozinho importa, mas faz muita diferença. O jogo fica bem melhor quando é necessário esse esforço a mais pra empurrar alguém pro Banco Suíço no começo
1 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Fabiano Pedroso
Brazil
Curitiba
PR
flag msg tools
badge
Avatar
mbmbmbmbmb
Página 15 do manual que eu tenho em casa.

NEW EDITION RULE CHANGES

Starting distribution of bonds
Each player starts with two bonds of 9 and 2 million, and 2 million cash as additional starting money. Now it takes longer for a change of government to be possible. The special rule of the second edition (which required paying an additional 1 million when taking over the last government before it had taxed) is no longer applied. The variant for experienced layers
remains unchanged.
1 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Front Page | Welcome | Contact | Privacy Policy | Terms of Service | Advertise | Support BGG | Feeds RSS
Geekdo, BoardGameGeek, the Geekdo logo, and the BoardGameGeek logo are trademarks of BoardGameGeek, LLC.