Recommend
1 
 Thumb up
 Hide
1 Posts

The Princes of Florence» Forums » Reviews

Subject: Portuguese Review rss

Your Tags: Add tags
Popular Tags: portuguese [+] [View All]
Paulo Soledade
Portugal
Leiria
Leiria
flag msg tools
designer
WYG Developer
badge
Avatar
mb
[ImageID=http://www.boardgamegeek.com/image/18390]
Introdução
Princes of Florence pertence àquela categoria de jogos “always want to play”. É um jogo muito agradável de jogar, com diferentes fases de jogo bem definidas e diferentes, e com todas as decisões, nomeadamente até ao quinto turno, a serem fundamentais para alcançar a vitória.

A Produção
O jogo está bem apresentado. O tabuleiro é bastante específico, depois de interpretado convenientemente, é de leitura fácil, embora pudesse ter um cartão de maior qualidade. Parece que, tanto o tabuleiro principal como os tabuleiros individuais, poderiam ser mais robustos.
O desenho é muito bonito. A fonte, os desenhos, quer das cartas quer dos tabuleiros, o traço presente em todo o jogo, fazendo lembrar a Itália da Renascença.

O Tema
De todos os jogos que já joguei, Princes of Florence é dos que têm o tema mais original e mais bonito – um jogo cujo objectivo é ser um mecenas de arte, de cultura. Com a temática da cultura, tão arredada que está da sociedade, não era de prever tamanho sucesso. Mas ainda bem. Ganhamos nós e ganha a cultura.

A Mecânica
Porque é que eu nunca consigo vencer/O cheque pastor
Tudo neste jogo parece simples. É um jogo fácil de aprender, sempre bem disputado até ao final – não há vitórias fáceis – e condiciona muito as nossas escolhas à medida que o vamos jogando. Lembro-me sempre do cheque pastor do xadrês. A jogada ideal. Jogamos o primeiro jogo e não corre bem. O segundo e vamos tentar novamente porque se calhar é no turno 4 que as coisas se decidem. Afinal não é no turno 4. Jogamos outro jogo e achamos que desta é que vai ser. E não é.
Em Princes of Florence parece que estamos sempre à procura da táctica ideal de jogo e nunca a encontramos. Ou porque os nossos adversários jogaram melhor, ou porque eu desta vez errei quando achei melhor, na fase de leilão, optar pelo construtor em vez do bobo, ou porque simplesmente não existe táctica ideal. Ou melhor, a táctica ideal é termos jogo de cintura para prever o que vai acontecer ao longo dos turnos e conseguir ser melhor na fase decisiva.

Conclusão
A mecânica simples de entender, a produção cuidada e um tema muito original e interessante. Poderíamos resumir assim o resultado final de Princes of Florence. Só faltaria acrescentar o que, na minha opinião, reside de mais importante – a adaptabilidade com que temos de jogar se quisermos vencer. Prever o futuro é, neste jogo, condição sine qua non para almejar a vitória.
2 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Front Page | Welcome | Contact | Privacy Policy | Terms of Service | Advertise | Support BGG | Feeds RSS
Geekdo, BoardGameGeek, the Geekdo logo, and the BoardGameGeek logo are trademarks of BoardGameGeek, LLC.