Recommend
5 
 Thumb up
 Hide
3 Posts

Twilight Imperium (Third Edition)» Forums » Sessions

Subject: Twilight Imperium - 19/junho rss

Your Tags: Add tags
Popular Tags: [View All]
Tiago Perretto
Brazil
Curitiba
Parana
flag msg tools
Thinking about my next move.
badge
So, if my only options are these, then I shall...
Avatar
mbmbmbmbmb
Olá, pessoas!

Segue o relato da partida ocorrida dia 19/junho/14.

Primeiro uma ampla explicação das regras do jogo, muito bem feita pelo Léo. Tal momento foi regado a pães de alho e linguiça, o que muito contribuiu para o aprendizado. Depois, veio o jogo em si. As raças ficaram:
- Trentini: Universities of Jol-Nar (bons em invenções; tem penalidade para combates);
- Libonati: The Lizix Mindnet (bons em recursos iniciais e em combate com as naves maiores);
- Pedro: The Mentak Coalition (são piratas e roubam recursos dos outros; atacam primeiro com certas naves);
- Léo: The Yssaril Tribes (bons em política);
- Rafael: The Xxcha Kingdom (bons em diplomacia);
- eu: The Naalu Collective (sempre os primeiros a jogar; podem escapar de batalhas antes dela começar; tem bônus de ataque com Fighters).

Na preparação do setor galático, a raça do Trentini e a minha ferraram-se: ficamos com quatro áreas vazias entre nós e Mecatol, e o Trentini, de propósito, ainda enfiou um wormhole, um espaço desprovido de planetas, ao lado da área inicial dele. Os outros ficaram com áreas mais ricas em planetas. Nenhuma região de asteroides veio a jogo, tornando uma das tecnologias iniciais de quatro dos jogadores útil somente por permitir outras mais avançadas. Jogamos com algumas variantes oficiais: objetivos públicos todos abertos, rodadas limites (10) e a ação da Imperial modificada para dar 1 ponto de vitória ao invés de 2.

Imagem de como ficou o setor. As cores eram: Libonati (azul), Léo (roxo), Pedro (preto), Trentini (verde), Rafael (amarelo) e eu (vermelho).



Na primeira rodada, os movimentos foram os esperados: todos expandiram-se para ocupar os planetas próximos, de forma a aumentar a produção de recursos e influência política. A ação mais agressiva foi a do Pedro, que usou o Warfare para dar um salto em direção a Mecatol, sem, no entanto, chegar nela, mas ocupando três planetas que estavam no caminho. Unidades novas foram produzidas, com destaque para os Dreadnoughts do Trentini. Houve também negociações de comércio, onde eu consegui um acordo bem bom com a raça do Trentini, valendo 3 recursos, mas ele impediu o acordo entre o Rafael e eu, que me renderia mais 2 recursos.

Na segunda rodada, o Pedro, novamente valendo-se da ação de Warfare, chegou e dominou Mecatol. Eu, considerando a falta de planetas em direção a Mecatol, vi-me obrigado a entrar em conflito contra o Libonati, tomando dele um importante planeta, que cedia 2 recursos e 3 de influência, além de completar o quinto planeta dominado de forma a me deixar apto a cumprir um dos objetivos públicos. O Léo, o Trentini e o Rafael continuaram produzindo e expandindo, com estes dois encontrando-se, mas fazendo promessas de fidelidade e amor eterno entre seus povos, até porque tinham um acordo comercial.

Como estava o mapa após o final da segunda rodada, onde já mostra a convivência do Libonati (azul) com minhas forças (vermelho), e o Pedro (preto) dominando o centro.


A terceira e a quarta rodada foram marcadas por expansões para novos territórios, e quase nenhum conflito. O ponto alto dessas rodadas foi uma votação política que faria povos sem tropas terrestres serem recuperados pelas populações locais, o que afetaria tremendamente o Rafael e o Pedro (que perderiam 3 planetas cada, mais algumas unidades que tinham nos planetas) e um pouco o Trentini, porém, tanto o Léo quanto eu passaríamos ilesos. Por isso, ele e eu tentamos com tudo que tínhamos aprovar esse evento, foi um festival de cartas de ação, com o Léo anulando os votos do Pedro (o que mais tinha votos, com 14), por suspeita de corrupção, eu jogando uma carta que me dava 10 mais votos, e, por fim, o Trentini anulando meus votos. Assim, o evento acabou sendo negado, porém os corações bateram forte nesse momento.

Na quinta rodada a amizade terminou em alguns setores: o Libonati, depois de muito preparar, atacou planetas meio desprotegidos do Pedro, enquanto o Léo deu um chega pra lá no Trentini, que havia surgido, passando por um wormhole, perto do terreno dele, bem no meio do caminho entre o Léo e o Pedro. O Léo ficou desesperado, pois o plano dele era mover suas tropas para um ataque contra os planetas natais do Pedro, mas a intrusão do Trentini, que foi efetivamente só passear por lá, a caminho de uns planetas abandonados pelo Pedro, acabou com o momento do avanço do Léo, que teve que se envolver num conflito pequeno, porém que atrasou toda sua ofensiva, e, ainda mais, deu tempo ao Pedro, que valeu-se de uma ação de Diplomacia, para travar o Léo e dar-lhe tempo para entupir a área de seus planetas natais com uma enorme quantidade de unidades. Louco atrás de planetas, e ainda amigado com o santifico Rafael, o Trentini moveu uma multidão de tropas para uma área vizinha ao meus planetas natais. Ali o pau comeu solto, contudo, estando melhor preparado e com naves mais parrudas, o Trentini tomou ambos os planetas, mas sofrendo pesadas baixas. Acabei ficando bem apertado, só com duas áreas sob meu controle e um planeta coexistindo num local com outro dominado pelo Libonati.

Claro que o Rafael, depois de brincar com o Trentini como uma boneca de pano ("Não atire seus PSDs em mim, poooouuur favoooor, eu sou amiiiiigooo!"), após a investida deste contra mim, afastando tropas dele, o Rafael moveu um exército em cima de áreas dominadas pelo Trentini, onde ocorreu um massacre.

O Léo tentou um ataque contra a capital do Pedro, contudo eram muitas unidades do Pedro e o ataque falhou, com perdas para ambos os lados - nada trágico, ambos poderiam se recuperar rapidamente delas.

As pontuações após a quinta rodada eram: 7 para o Pedro, 5 para o Libonati e eu, 4 para o Léo, 3 para o Rafael e 2 para o Trentini.

Notem na imagem abaixo os verdes (Trentini) ocupando um território vizinho aos vermelhos (eu). O Pedro (preto) com metade de tudo que tinha em Mecatol (o centro do tabuleiro). O Libonati (azul) e o Léo (roxo) cercando os planetas natais do preto (Pedro). Os amarelos (Rafael) batendo na porta dos verdes (Trentini). O destaque fica para meus dois Destroiers vermelhos fazendo a patrulha no setor ao lado de Mecatol.



Então veio a sexta rodada. A memorável sexta rodada. A terrível sexta rodada, onde sonhos foram esmigalhados e ocorreu a ascensão de um novo poder na galáxia.

Pois bem, eu peguei a ação da Imperial, primeiro porque ia brigar em Mecatol contra o Pedro, agora que meus Dreadnoughts e Cruisers moviam 2 espaços, e também para que ele não pegasse a mesma e marcasse mais 1 ponto, até porque, ainda que esperasse vencer, não sabia se conseguiria me segurar no local, já que a batalha certamente seria uma destruição para ambos os lados. Eu ainda tinha uma carta que impedia a produção de uma doca por toda a rodada e iria jogar na doca que o Pedro tinha em Mecatol, mas acabei por fazer alguma outra coisa com minha primeira ordem de comando (atacar o Trentini, pela honra! E para recuperar meus dois planetas vizinhos), e o Pedro, logo de cara, construiu várias unidades ali, agora que tinha o singelo limite de 12 unidades grandes num mesmo local. Aff. Eu ainda esperava vencer, pois meus Fighters eram fortes, meus Dreadnoughts atacavam antes e eu ainda tinha 2 cartas para bônus em combate. No entanto, minha expectativa era enviar uma grande força e tê-la esmigalhada, sobrando um punhado de nada após tudo feito e dito - como meu objetivo secreto exigia que eu tivesse o controle de Mecatol enquanto também tivesse todas as minhas 3 docas e todos meus 5 Dreadnoughts em jogo, não tinha esperança que isso fosse acontecer, já que dos 4 que enviaria para Mecatol, estaria bom se 1 ou 2 ficassem inteiros. Mas bem, ao menos a briga seria boa.

Só que o destino favorece os ousados.

Eis que na ação Política, ativada pelo Léo, vinha um evento que faria todas as tecnologias ficarem mais caras. O Rafael vetou esse evento de votação e outro veio no lugar. O evento do Artefato Ancestral. Depois do Léo se recuperar do acesso de riso ao ter lido os efeitos desse evento, soubemos que o esquema era o seguinte: se aprovado, rolaria-se 1d10. De 1 a 5, tudo em Mecatol seria destruído, causando ainda três de dano em todas as áreas ao redor de Mecatol, porque o Artefato, mexido por imbecis, iria exterminar tudo. De 6 a 10 todos ganhariam 2 tecnologias, pois todos aprenderiam com o Artefato. O Rafael (2) e eu (4) tínhamos algumas unidades ao redor de Mecatol, ainda assim votamos a favor, junto do Léo e do Trentini; o Libonati se absteve e o Pedro votou contra, todavia era voto vencido. Deixamos o Pedro rolar o dado. E veio um belíssimo 1, bem ao estilo das rolagens do Pedro.

Desse modo, tudo em Mecatol foi vaporizado - não conseguimos contar até números tão altos, por isso só estimamos que o Pedro tenha perdido cerca de 20 unidades - Dreadnoughts, Destroiers, Cruisers, Fighters, Carriers, exércitos terrestres e até um PSD (que é um tipo canhão) e uma Doca. Eu perdi três naves (1 Cruiser e dois Destroiers) e o Rafael uma (um Destroier). E de quebra o Pedro tinha mais unidades num planeta vizinho a Mecatol, e mais duas unidades ali foram destruídas.

A imagem abaixo mostra a situação como ela estava quando o evento ocorreu. Vocês podem tentar contar tudo o que o Pedro perdeu.



Isso fez tudo mudar. Com o espaço vazio adiante, movi meus 4 Dreadnoughts, 1 Destroier, 2 Fighters e umas tropas terrestres até de Mecatol e cheguei chegando. Os outros não podiam me alcançar ali naquela rodada ou com força suficiente para lutar pelo local. O Libonati ainda me atacou numa área vizinha aos meus planetas natais, mas falhou em conquistá-los, devido à proteção das PSDs. O Trentini, por vingança, foi surrar o Rafael, detonando-o numa batalha furiosa, em que o Trentini rolou 5 sucessos (precisando de 8+ num d10) em seis dados!

Daí ativei a Imperial por 1 ponto, e quando a rodada encerrou consegui cumprir meu objetivo secreto para marcar mais 2 pontos, indo para 8 no total.

Foi a última rodada, pois o Libonati teve que ir embora. Havia ainda a promessa de ataques vários em Mecatol, principalmente do Trentini e do Léo, já que o Libonati queria mais é dominar os wormholes, e acredito que daria algum trabalho me retirar dali (pois, sendo o primeiro agir, poderia levar mais tropas para lá).

Então, no melhor estilo coito interrompido, a partida encerrou. O resultado no final da 6ª rodada era: 8 pontos para mim, 7 para o Pedro (que queria morrer de morte morrida e de morte matada), 5 para o Libonati, 4 para o Léo e o Rafael e 3 para o Trentini.

Segue a imagem de como estava o tabuleiro ao final da 6ª rodada:



A partida durou lá suas 6 horas, mas com um grupo como esse, tudo virava provocação e piada e certamente perdemos um bom tempo com dispersões e distrações várias - era bem comum que o jogo quase parasse na hora de ver quem iria executar as ações secundárias dos ações principais, pois no geral o pessoal pensava no que queria fazer com sua ação, e éramos quase surpreendidos por ter de agir na vez dos outros. Isso causou o encerramento prévio, que deixou um gosto amargo. Mesmo assim, gostei da partida, mas não sei avaliar o quanto foi pela companhia (e pelo churrasco) e o quanto foi pelo jogo em si. É um empenho bem grande para uma partida cuja finalização pode não chegar a ocorrer mesmo separando um dia inteiro só para ela. Fico realmente com o pé atrás de jogar de novo.

E bem, foi isso!

Abs,
3 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Tiago Perretto
Brazil
Curitiba
Parana
flag msg tools
Thinking about my next move.
badge
So, if my only options are these, then I shall...
Avatar
mbmbmbmbmb
Uma foto do pessoal:

1 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
John Ibarzabal

Campinas
Sao Paulo
msg tools
mbmbmbmbmb
Muito legal o relato
 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Front Page | Welcome | Contact | Privacy Policy | Terms of Service | Advertise | Support BGG | Feeds RSS
Geekdo, BoardGameGeek, the Geekdo logo, and the BoardGameGeek logo are trademarks of BoardGameGeek, LLC.