Recommend
5 
 Thumb up
 Hide
8 Posts

Descent: Journeys in the Dark (Second Edition)» Forums » Sessions

Subject: O Sofrimento do Cardeal - sessão III rss

Your Tags: Add tags
Popular Tags: [View All]
Tiago Perretto
Brazil
Curitiba
Parana
flag msg tools
Thinking about my next move.
badge
So, if my only options are these, then I shall...
Avatar
mbmbmbmbmb

Olá, pessoas!

Na sexta-feira (14/set) jogamos a 3a missão de nossa campanha de Descent.

Fabiano - Overlord
Marcelo - Avric Albright
Pedro - Leoric do Livro
Cesar - Grisban, o Sedento
Eu - Tomble Burrowell


Goblin Gordo - sessão I

Castelo Daerion - sessão II

A aventura escolhida foi a do Sofrimento do Cardeal (Cardinal's Plight).


*******************

Capítulo 4 - O Sofrimento do Cardeal

O caminho pela montanha era estreito e difícil, jamais permitindo mais de duas pessoas andando lado a lado e nunca dando-lhes sossego suficiente para descansar de maneira apropriada. O resultado era que paravam pouco, somente para uma refeição breve. A noite anterior foi desassossegada, marcada pelo frio e pela pressão do tempo que escorria: foram dias de viagem até ali, nas Montanhas Carth, e ainda havia mais distância a ser percorrida até Kellos, onde ficava o local de oração e poder do Cardeal Koth, isto é, se ele ainda estivesse vivo.

"Eu juro que ele era igual ao anão que vende estatuetas na feira", falou Tomble, interrompendo o silêncio da cansativa viagem. "Assim, igual, igual."

Avric sabia que Tomble falava do anão que encontraram no dia anterior, perto da estrada, enterrando o irmão. Era uma cena triste, e Grisban ofereceu ajuda ao anão, que identificou-se como Traskin, do clã das montanhas de Carth. Avric, Grisban e Traskin lidaram com a parte pesada do trabalho, enquanto Leoric fazia anotações e conversava com Traskin, falando a língua anã com destreza. Aprenderam, assim, que o irmão da Traskin - Garlin - fora morto por um bando errante de goblins. Aparentemente os números deles incharam nos meses passados e agora eram poucos os anões que saíam em número menor do que um pelotão completo - isso significava custos altos demais para os mercadores, que, desse modo, mantinham-se em casa e, como resultado, o isolamento entre os anões e os homens crescia. Parecia algo deliberado, feito pela mente perniciosa do Senhor da Escuridão.

Tomble não foi um completo inútil, o que surpreendeu Grisban, ao apresentar uma lápide de madeira apressadamente entalhada com o nome do anão morto e a imagem das montanhas. Não era um trabalho mal-feito, afinal de contas.

"Por que a única coisa que você gasta sem controle são palavras?", perguntou Grisban, brusco - o humor dele estava azedo desde o enterro e após a conversa com Traskin.

"Porque tenho de sobra e sou generoso com o que me sobra", retrucou Tomble, desafiador.

Leoric tinha uma dúvida e decidiu externá-la: "E tem algum anão que lhe parece diferente de Traskin?"

Tomble abriu a boca para responder então a fechou e ficou pensativo por um tempo. "Agora que você falou..."

"Olhem, a Igreja", indicou Avric, apontando o topo de um promontório elevado onde o local sagrado subia acima de um monastério em sua base.

"E isso são marcas de Ettins", mostrou Grisban, valendo-se de seu machado para delinear o local de uma pegada. "Tem outras... coisas. Menores. Não sei exatamente o que é, mas parece ter mais dedos do que algo decente teria."

Tomble jogou a mochila no chão. "Bem, então chegamos tarde. Vou descansar."

"Temos que correr!", contradisse Avric. "O Cardeal pode estar morto!"

"Ele pode estar morto faz nove dias!", replicou Tomble. "Uma hora a mais não vai deixá-lo mais morto."

"Vamos, Grisban!", Avric clamou e Grisban jogou a mochila em cima de Tomble.

"Ao menos carregue isso", rosnou e saiu correndo, em seus passos curtos e firmes, atrás de Avric.

Leoric sentou ao lado de Tomble. "Não vai correr com eles, os bravos heróis?", perguntou Tomble, com sarcasmo na voz.

"Não", respondeu Leoric. "Vou descansar e então ir até lá. Eu sei que Avric não conhece as montanhas. E Grisban certamente nunca veio em algum local tão alto em qualquer momento da vida dele. Eles vão correr, sim, mas logo não terão mais fôlego, ainda mais depois de andar todo dia e tentar correr com armadura. Só passamos um dia e meio aqui, e sempre subindo - não tivemos tempo para nos acostumar. Acho que a tontura os derrubará antes que desmaiem."

"E você não os avisou disso?", disse Tomble, achando graça.

"Eles não iria ouvir e eu teria que discutir. Odeio discutir sobre o óbvio", Leoric explicou.

Depois de um breve descanso, pois o chuvisco gelado que os flagelava desde o dia anterior, Leoric e Tomble seguiram na direção da elevada construção, com o esqueleto reanimado carregando as bagagens de ambos e mais a de Grisban. Cerca de uma milha adiante estava Avric e, pouco adiante, Grisban, ambos caídos de encontro à pedra do paredão de calcário que flanqueava a passagem até o monastério.

"Água?", ofereceu Leoric, ofertando o cantil.

"Ar", pediu Avric, arfando.

"Isso tem pouco por aqui", Leoric avisou, que estendeu o braço e ajudou Avric a se levantar. Grisban recusou o auxílio de Tomble, preferindo apoiar-se no machado.

"Então, vamos?", sugeriu Tomble, sorridente.

"O Esqueleto poderá carregar sua bagagem", informou Leoric a Avric, que encarou a criatura reanimada antes de balançar a cabeça em negativa. Avric sabia que não havia um espírito habitando aqueles ossos - era mera feitiçaria e não uma alma imortal que os mantinha trabalhando, mas, mesmo assim, ele via naquilo uma deturpação da ordem natural e algo que, em tempos mais bondosos, seria extirpado.

Os quatro seguiram em frente e os sinais na estrada tornavam-se mais claros à medida que o solo rochoso dava lugar para um mato rasteiro. Perto do monastério todos notaram que o clima era mais ameno e respirar ficava mais fácil.

"Há magia potente aqui", Leoric alertou. "E antiga."

"Benigna?", questionou Avric, desconfiado.

"Neutra", corrigiu Leoric. "Magia sempre é. Tal juízo só cabe àqueles que se valem dela."

"Hum", Grisban grunhiu, dando a entender que testemunhara bastante magia maligna em sua vida. E não demorou para que sua opinião fosse reforçada, pois eles viram que, ao redor da igreja, havia um cemitério ancestral e, nele, estava o maldito Lorde Merrick Farrow, conjurando energias malévolas para dar um tipo profano de vida aos mortos que ali descansavam. O Barão Greigory e o Barão Zachareth suspeitavam que um dos irmãos Farrow devia estar a caminho da igreja de Kellos, e ambos estavam corretos. Lorde Merrick não viera sozinho, porém: guardando a ponte de pedra, que dava acesso ao promontório, e a entrada do monastério havia uma hoste de monstros: Ettins, Barghests e os hediondamente deformados Moldadores de Carne.

As setas da besta, Tomble foi o primeiro a atacar, do alto de um pedregulho, enquanto Grisban e Avric iam para o combate corpo a corpo com os Barghests, enquanto os ettins permaneciam a bater nas portas reforçadas com ferro do monastério. Parecia que estavam ali há dias, pois havia um acampamento montado no gramado ao redor do monastério. Certamente havia algum encanto protegendo o local.

A fúria do ataque inicial abriu um espaço na fileira dos barghests, o que permitiu que Leoric e seu esqueleto, agora livre das bagagens e carregando uma espada de fio cruel. Alguns do bando dos ettin viram-se para dar luta ao mago e seu servo e foram confundidos, tanto resolução do esqueleto quanto pelo fato de que, sempre que era destruído, mesmo que fosse esmigalhado, o poder de Leoric o conjurava novamente, inteiro, para continuar a combater, e assim, contra um oponente imortal e violento, os ettins, independente de toda a força que possuíam, não tinham de vencer. Sozinhos, ao menos. Todavia eles não estavam sós, pois os Moldadores de Carne vieram e o líder desses era capaz de fechar os ferimentos, mexendo na carne como se fosse feita de lama.

O confronto tornou-se mais ferrenho, mas a chegada de Avric e Grisban, que despacharam os barghests, pendeu a balança para o lado dos heróis, que pressionaram os monstros para trás, obrigando Lorde Merrick a ter de interromper o serviço profano de levantar os mortos para entrar na refrega junto aos seus comandados.

Tomble saiu da briga. Não porque você covarde - ele era, usualmente, mas neste caso não era o motivo. Ocorreu que ele notara que Lorde Merrick, além de trazer os mortos à uma máscara de vida, ele procurava por algo no cemitério. Isso interessou ao ladino que lá foi, escapando das ameaças e começou a procurar - não sabia pelo que, porém supunha que deveria brilhar.

O poder de Leoric de prejudicar os ataques das criaturas junto da habilidade de Avric, que conseguia curar seus companheiros, mantinha os heróis em pé de igualdade, mesmo sobrepujados em número. Era provável que a briga fosse demorar, contudo ela parou abruptamente quando Tomble, ao subir a mureta de pedra que cercava o cemitério falou: "Lorde Merry Faro, era isso que você estava procurando?" O ladrão sorriu e, nas mãos, tinha uma impressionante chave rúnica, feita inteira de prata e mais comprida do que a mão de Tomble.

Lorde Merrick urrou e comandou um assalto às portas do monastério, mantendo somente uma frágil linha de criaturas para impedir os heróis de avançarem. A porta veio abaixo devido ao poder sinistro, vindo do próprio Senhor da Escuridão, utilizado por Lorde Merrick, que o mantivera contido durante a busca pela chave rúnica.

Tomble correu atrás de Merrick e, logo, foi seguido por Leoric, Avric e Grisban, que despacharam os monstros que ficaram na retaguarda. Lá dentro reinava a desordem. Havia alguns monges mortos pelos corredores de paredes respingadas de sangue.

"Protejam a relíquia!" A ordem berrada por Lorde Merrick ressoou pela monastério. "Todos vocês morrem antes de eles chegarem nela!"

"Eu nem sabia que precisávamos de uma relíquia", comentou Tomble para os companheiros, enquanto todos eles tomavam fôlego para continuar na peleja contra Lorde Merrick e os monstros dele. Avric deu de ombros.

"Deve ser a Relíquia do Amanhecer", Leoric explanou. "Diz-se que, caso a Igreja de Kellos esteja em perigo, o Cardeal pode protegê-la de tal forma que somente com a Chave Rúnica e a Relíquia do Amanhecer a Antecâmara possa ser aberta. Pelo que o Barão Greigory me falou, a Antecâmara, atualmente, serve de Biblioteca, que está adiante, à esquerda."

"Mas porque deixar a chave do lado de fora? É como convidar um ladrão a entrar", Tomble disse, valendo-se de uma lógica profissional que lhe era comum.

"Não sei", falou Leoric. "Provavelmente algum Cardeal foi enterrada com ela. E a Relíquia virou só uma peça de decoração. Nem todos lembram-se das utilidades de coisas antigas."

"Preparados?", Avric perguntou, após limpar um corte na testa e tomar vários goles de água. "Tomble, você vai reto pelo corredor."

"Você ouviu que tem um monte de monstro que vai morrer antes de pegarmos a relíquia?", retornou Tomble. Avric o ignorou.

"Grisban, venha comigo", Avric prosseguiu. "Iremos para o corredor da direita, ouvi algo ali. Algo grande. Leoric, guarde a encruzilhada."

"Não posso nem levar o esqueleto?", pediu Tomble.

"Se perdermos a encruzilhada, não teremos como chegar na biblioteca", explicou Avric. "Sozinho você é mais rápido e Grisban e eu chamaremos bastante a atenção."

Assim os heróis separaram-se e Avric tinha razão: havia mesmo algo grande à direita. Ele teve de se encolher e ficar quase de joelhos para escapar do golpe de um Ettin, que destruiu parte da parede com seu porrete. Grisban cortou dois dedos da criatura que rugiu de dor, mas não largou a arma. Avric enfiou sua espada na perna no Ettin enquanto Grisban acertou-o na virilha. A criatura tremeu e caiu, ainda viva, porém indefesa e foi logo morta. Outro Ettin veio da sala em que o curto corredor lateral terminava. Griban e Avric, banhados em sangue, deram um grito de batalha e foram em frente.

Tomble viu que Avric avaliara apropriadamente, posto que o corredor estava vazio. De trás vinham os sons de luta e isso apressou Tomble, que após uma curva chegou diante de uma porta reforçada. Ele parou ao lado dela, então deitou na pedra fria do chão. Viu sombras e ouviu ruídos. Tomble destravou a porta com cuidado, em silêncio, e a abriu só o suficiente para passar a garrafa que carregava. Não era uma bebida, ainda que parecesse - era um frasco explosivo, o qual Tomble jogou para o meio da sala. O objetivo não era ferir, isso seria um bônus; o objetivo era distrair por tempo suficiente.

Leoric mantinha a encruzilha, divido pela vontade de ajudar os companheiros que lutavam. O esqueleto esperava junto, imóvel, destituído de propósito até que Leoric lhe desse um. O mago viu movimento vindo do corredor adiante: era Tomble.

"Peguei! Peguei!", berrou ele, correndo e segurando nas mãos uma pedra redonda de granito cinza. Nela havia um buraco, de tamanho apropriado para a chave rúnica. Leoric viu o motivo da pressa do ladino: dois Elementais queimavam, alagavam, sopravam e aterravam o corredor, tudo ao mesmo tempo - a fúria da natureza deturpada.

"Avric! Grisban!", Leoric chamou e ordenou que seu Esqueleto desse combate aos Elementais. Tomble passou a relíquia e a chave para Leoric, enquanto puxava da cintura a besta já armada com uma seta, virava-se para fazer mira.

O clérigo e o guerreiro bárbaro retornaram, feridos e cansados, mas vivos. "Ainda há mais lá", avisou Grisban, surgindo das sombras do corredor lateral.

Leoric usou a Chave e a Relíquia, então a porta da Biblioteca destravou-se magicamente. De dentro veio o Cardeal Koth, bastante enfraquecido pela provação. Foi nesse momento que Lorde Merrick surgiu, vindo da entrada, trazendo consigo os zumbis que despertara do sono outrora eterno.

"Há passagens aqui que poucos conhecem", disse Merrick Farrow, como que explicando sua aparição repentina. "Mas nenhuma leva à Antecâmara. E nenhum poder infiel pode abri-lá uma vez que seja fechada pelo feitiço antigo." Merrick sorriu brevemente. "Eu queria que encontrassem a Relíquia depois que acharam a Chave. Um é inútil sem o outro. Eu precisava que os dois se unissem. Obrigado por isso. Matem-nos."

Os Elementais, um Ettin e os Zumbis atacaram de pronto. Merrick, no entanto, deu alguns passos para trás, ficando na soleira da porta de entrada. E foi importante que o fizesse. Pois o Cardeal Koth retirou forças para juntar-se aos heróis no combate e nenhuma criatura parecia capaz de feri-lo, exceto os Zumbis.

"Temos que destruir os Zumbis!", frisou Leoric. "Eles eram fiéis a Kellos em vida e só eles podem matar Koth!"

Mas nem Grisban nem Avric podiam ajudar, envolvidos como estavam na luta contra os outros monstros. Restou Tomble, o esqueleto e o próprio Leoric para a tarefa, que foi cumprida.

Vendo que suas únicas armas, que deveriam ser em número bem maior não fosse a intromissão dos heróis, estavam perdidas, Lorde Merrick Farrow fugiu na noite, auxiliado pelo poder do Senhor do Escuro.

Sem a energia propiciada por Merrick, ao conduzir a força do Senhor do Escuro, os Elementais dispersaram-se nos elementos mundanos que os compunham. Restou, por fim, um único Ettin, que não foi páreo para os heróis.

O Cardeal Koth segurava-se em seu cajado para não cair, mas parecia contente, como que lembrado de tempos melhores. "Era uma questão de tempo até o Senhor do Escuro vir atrás de nós", falou ele, durante a retirada do cadáveres da monastério. "Nós éramos os Carcereiros das Sombras, um nome garboso para um trabalho pesado e muitas vezes triste. Faz tempo que a velhice me pegou e pouco posso ajudá-los em sua missão, mas eu posso lhes dar algo. Aqui." O Cardeal Koth ofertou para Leoric o cajado, feita em madeira branca, nodosa, com um cristal na ponta. Leoric tentou recusar, sem efeito diante a insistência de Koth. "Esse é o Cajado da Luz, e me ajudou na minha época de heroísmos. Rezo para que faça o mesmo por vocês."

"E o que eu ganho?", perguntou Tomble.

Grisban foi contido por Avric na tentativa de dar a resposta dele a pergunta de Tomble. O chuvisco prosseguia e havia muitos corpos ainda a serem enterrados aquela noite e outros tantos a serem queimados.

Tomble, molhado e irritado, reclamou: "Não é dessa maneira que uma vitória deve ser",

Mas, infelizmente, é assim que muitas são.


*******************


Foi uma partida boa, diferente da anterior com a segunda parte de cenário ridícula. Desta vez, como é usual, houve equilíbrio na primeira parte: de 4 zumbis possíveis de serem despertados, o Fabiano conseguiu um, mas isso por causa de rolagens ridículas - certamente a presença dos heróis mexeu com a cabeça do Merrick.

A 2a parte foi mais fácil que a primeira. E há motivo: nós, do lado heroico, estávamos usando duas habilidades (do Grisban e do Leoric) de forma errada. No caso do Grisban, ele estava poupando fadiga quando não poderi; e o Leoric deveria usar uma de suas ações para dar um turno a mais para o esqueleto, o que também não fizemos. Erros pesados que certamente empurram o cenário para nosso lado. O Fabiano aceitou de boa, eu teria quebrado a mesa e exigido jogar novamente o cenário. Mostra como as pessoas são diferentes. Hehehehe.

O esqueleto continua sendo o mais devastador nos ataques, com o Grisban logo atrás. O Avric é um azarado e o Leoric é incapaz de acertar uma parede. O Tomble faz a parte dele, que não é grande no combate.

A aventura continuará - não nesta semana - agora com o Interlúdio!

Abs,
5 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Rom Brown
New Zealand
Gisborne
flag msg tools
designer
Live Fast. Love Hard. Die With Your Mask On.
badge
True-Man's come home! ...and he IS the storm!
Avatar
mbmbmbmbmb
Sweet .. a fun read .. pity I had to run it through Google Translate as I don't speak Portuguese.

Maybe I'm mistaken ... but I didn't think Elementals were actually one of the open groups allowed for the second half of Cardinal's Plight
 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Fabiano Pedroso
Brazil
Curitiba
PR
flag msg tools
badge
Avatar
mbmbmbmbmb
tiagoVIP wrote:

A 2a parte foi mais fácil que a primeira. E há motivo: nós, do lado heroico, estávamos usando duas habilidades (do Grisban e do Leoric) de forma errada. No caso do Grisban, ele estava poupando fadiga quando não poderi; e o Leoric deveria usar uma de suas ações para dar um turno a mais para o esqueleto, o que também não fizemos. Erros pesados que certamente empurram o cenário para nosso lado. O Fabiano aceitou de boa, eu teria quebrado a mesa e exigido jogar novamente o cenário. Mostra como as pessoas são diferentes. Hehehehe.

O esqueleto continua sendo o mais devastador nos ataques, com o Grisban logo atrás. O Avric é um azarado e o Leoric é incapaz de acertar uma parede. O Tomble faz a parte dele, que não é grande no combate.
Uma bela partida realmente, ainda não entendo o motivo de gastar recursos na primeira parte, fiz um teste nessa partida e não poupei cartas, certamente isso mais atrapalhou do que ajudou.

Quanto aos erros dos jogadores eles mudaram bastante a partida, mas não sei se fariam diferença no resultado final, vários elementos (poucas cartas na minha mão, poucos zumbis e erro dos heróis) criaram uma situação favorável aos heróis.

Sobre os elementais eu não lembro de ter lido nada que me impedisse de usá-los, como eu estou guardando os dragões para os cenários finais eu ficaria em grande desvantagem se não tivesse Elementais ou Ettins em jogo (os Merriads não encaixariam tão bem na história desse cenário).

Abraço
Fabiano
 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Orlando Neto
Brazil
Rio das Ostras
Rio de Janeiro
flag msg tools
Avatar
mbmbmbmbmb
Fotos ou não aconteceu
Brincadeira, boa narrativa. O que me bloqueia de ter Descent além do preço, é o fato de não poder jogar solo.
 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Rom Brown
New Zealand
Gisborne
flag msg tools
designer
Live Fast. Love Hard. Die With Your Mask On.
badge
True-Man's come home! ...and he IS the storm!
Avatar
mbmbmbmbmb
doizinho wrote:
Sobre os elementais eu não lembro de ter lido nada que me impedisse de usá-los,

Quest guide, page 2...
"for each open monster group the overlord may choose any unused monster type that matches at least one trait icon listed at the top of the page"

None of the trait icons pictured in The Cardinal's Plight quest are the "Hot" or "Cold" trait icons so the Elementals should not be available. shake
1 
 Thumb up
0.25
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Tiago Perretto
Brazil
Curitiba
Parana
flag msg tools
Thinking about my next move.
badge
So, if my only options are these, then I shall...
Avatar
mbmbmbmbmb
minksling wrote:
doizinho wrote:
Sobre os elementais eu não lembro de ter lido nada que me impedisse de usá-los,

Quest guide, page 2...
"for each open monster group the overlord may choose any unused monster type that matches at least one trait icon listed at the top of the page"

None of the trait icons pictured in The Cardinal's Plight quest are the "Hot" or "Cold" trait icons so the Elementals should not be available. shake

This is an understandable mistake. Our OL isn't the person that owns the game, so not being able to consult it during the week, leads to these kind of mistakes. Thanks for the heads up!

Regards,
1 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Rom Brown
New Zealand
Gisborne
flag msg tools
designer
Live Fast. Love Hard. Die With Your Mask On.
badge
True-Man's come home! ...and he IS the storm!
Avatar
mbmbmbmbmb
Happy to help
..and thanks for the tip
 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls
Cesar Magrin
Brazil
Curitiba
Parana
flag msg tools
mb
topera wrote:
Fotos ou não aconteceu
Brincadeira, boa narrativa. O que me bloqueia de ter Descent além do preço, é o fato de não poder jogar solo.
Oia a prova ai

Opa mais um partida boa de Descent, e bem mais equilibrada q a ultima partida heheh

Realmente alguns erros foram cometidos pelos Heróis... o malvado Overlord estava atento a cada movimento nosso, deixando passar nada eaheua mais digo que minha falha nao foi tao grave, pois tenho certeza q em raras vezes fiz isso de falar q ia usar a habilidade e depois desistir, pois eu sempre ia com tudo atacar e vivia sem fadiga por isso, mas estaremos mais atentos na próxima.

Bom não tem como fazer um reporte melhor que do Perreto, então vamos as fotos

Inicio da partida, com os heróis já preparando suas táticas.


O sedento Grisban mais uma vez, disparando na frente para abrir caminho


Reliquia encontrada e porta aberta.


Lorde Merrick levando um ataque massivo da Caveira e Grisban


Partindo para o segundo nível da partida, os Hérois com seu "Lider - CAVEIRA" prontos para causar terror aos inimigos.




Tomble Burrowell - já começou jogando uma flask explosiva.


Ettins?!? Temos medo não, pode vir


Porta aberta, agora e hora de ajudar o Cardeal Koth a fugir.


Lorde Merrick Farrow?? denovo. Olá - disse a caveira hahahaha


GRISBAN!!! AVRIC!!! Pelo amor de Deus olhem para trás


Lorde Merrick Farrow estava mais preparado dessa, fez e a Caveira teve que voltar ao tumulo, e agora como o Cardeal Koth escapará??


VOLTEI!!! Disse a Caveira limpando a areá junto com Tomble, permitindo a fuga do Cardeal, e o grupo vencendo essa aventura


Pronto agora Oia nóis, menos eu


Link:http://www.meeplehouse.com.br/groups/curitiba-ludica/forum/t...


3 
 Thumb up
 tip
 Hide
  • [+] Dice rolls